LIVRO "Proibida a entrada de pessoas perfeitas"

Todos nós, que estamos em liderança (em qualquer ministério ou departamento das igrejas), precisamos compreender os tempos que estamos a viver. Cada geração tem as suas características próprias e necessita ser alcançada.

Actualmente, vivemos numa época chamada pós-moderna, cujos contornos sociais são muito próprios. Deus espera que sejamos sal e luz, comunicando as mesmas verdades eternas e imutáveis, numa linguagem culturalmente integrada - para que os nossos contemporâneos sejam alcançados pelo Seu amor.

O livro que muito me tem feito reflectir acerca do modo como vivo o meu cristianismo, o meu ministério: "Proibida a entrada de pessoas perfeitas" (Editora Vida). O autor, John Burke, aborda a questão da tolerância na igreja... de um modo desafiante, bíblico, equilibrado mas contextualizado.

 

"Burke lembra que Deus continua utilizando o mesmo método usado em todas as gerações: institui sua igreja contando com pessoas imperfeitas, em situações aparentemente sem esperança. Ninguém está tão longe ou perdido que Deus não o possa alcançar!"

 


Deus deseja que todos se salvem - qualquer que seja a pessoa, o seu passado, o seu actual modo de vida. Todos sabemos isso, mas no momento em que precisamos lidar com essas pessoas, qual a nossa reacção? Estaremos dispostos a ter a mesma paciência que Deus tem (e também tem para connosco)?

Deus, ajuda-me a compreender que sou imperfeita e a não ser um impedimento para aqueles que Tu desejas salvar. Assim seja!

 

Tópico: LIVRO "Proibida a entrada de pessoas perfeitas" - opinião

Data: 16-01-2013

De: Diego

Assunto: Um chamado à tolerância

Este livro é realmente muito bom, nos relembra que a salvação vem pela graça de Cristo, que nossa função não é concertar e/ou converter pessoas as nossas religiões e sim amá-las de maneira incondicional, a exemplo de Jesus.

Super recomendado para lideranças de igrejas/grupos jovens.

Novo comentário