Saber ou viver?

11-02-2011 17:29

Esta semana, enquanto navegava na Internet, descobri alguns factos interessantes sobre o Livro mais vendido de todos os tempos.

Hoje, como nunca, existem dezenas de formatos, traduções e versões da Bíblia. Vejam só algumas coisas que encontrei1:

  • Mundo Árabe receberá nova versão da Bíblia - Impressas e distribuídas no Médio Oriente e em África;
  • Parceria possibilitará Bíblia para surdos em vídeo - Cerca de 70 milhões de pessoas comunicam-se através da linguagem gestual;
  • Mais 500 línguas têm acesso à Bíblia em áudio - Cerca de 4,6 bilhões de pessoas alfabetizadas ou não, poderão ouvir as Sagradas Escrituras;
  • Ministério distribui portátil com Bíblia em áudio para tropas americanas - BibleStick Militar, um portátil leitor de áudio digital do tamanho de um pacote de chicletes, produzido pela FCBH;
  • Pastor da Flórida promove campanha para memorização das Escrituras, propôs o desafio de memorizar as Escrituras. Logo no seu primeiro apelo, 4 mil pessoas participaram;
  • Ministério levanta US$ 250 milhões para a tradução da Bíblia até 2025 - Há ainda mais de duas mil línguas sem tradução da Bíblia;
  • Aplicativos de Bíblia em smartphones são cada vez mais comuns - Android, Symbian e Blackberry - Nos Estados Unidos, o aplicativo da Bíblia YouVersion superou todas as expectativas e agora tem 10,7 milhões de utilizadores.

 

TENHO UMAS PERGUNTINHAS!

O acesso à Bíblia hoje é cada vez maior, em especial nos países desenvolvidos. Temos muitas Bíblias em casa (eu pelo menos tenho), com e sem comentários, de letra grande ou normal, etc. Tudo muito certo... mas agora vamos às perguntas.

Será que estamos a ler mais a Bíblia? Como costuma dizer o pastor Carlos Fontes, um homem que ama estudar e ensinar a Bíblia “Temos que criar a ‘Bíblia para ser lida’." Ele tem muita razão - quanto a mim falo.

Moddy afirmou "As Escrituras não foram feitas para aumentar o nosso conhecimento, mas para mudar as nossas vidas". No entanto, se não conhecermos bem a Bíblia como é que Deus a pode usar para nos mudar?  E para nos defendermos das falsas ideologias?  E para nos “resolvermos” interiormente?

Por outro lado, multiplicam-se os cursos bíblicos, as possibilidades de aprender e aprofundar o conhecimento da Bíblia e de tudo o que a envolve. É bom... mas será que a Palavra de Deus está a moldar o nosso carácter para sermos mais parecidos com Cristo?

A somar a todos estes pensamentos, num dos devocionais desta semana, uma passagem ganhou destaque e fez-me parar, meditar, estudar. Confrontou-me. E agora é a minha vez de passar este desafio para o vosso lado.

 

A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA DE DEUS

Quando Paulo escreve à igreja em Colossos fá-lo objectivamente. Haviam algumas falsas doutrinas, que misturavam ideias do paganismo, do judaísmo com o cristianismo (Gnosticismo em várias vertentes). Através de uma sabedoria habilidosa de aparência piedosa, os falsos mestes afastavam os cristãos de Colossos da confiança total em Cristo.

Como era seu hábito, Paulo divide a carta em duas partes. Na primeira explica no que é que deviam acreditar e na segunda explica como viver na prática as suas convicções. Ele coloca Cristo como o grande, perfeito e completo fundamento da nossa salvação.

No contexto da 2ª parte desta carta (Cap. 3 e 4), Paulo vai explicando as coisas que, como novas criaturas, devemos deixar no nosso estilo de vida, hábitos contrários à Palavra de Deus e, por sua vez, deixar brotar dessa nova vida atitudes concretas produzidas por Deus em nós.

Também dá dicas de como devemos viver em comunidade. É nessa altura que refere o seguinte: “Que a palavra de Cristo habite permanentemente nas vossas vidas, enriquecendo os vossos espíritos de sabedoria, de forma a poderem comunicá-la uns aos outros, e a poderem aconselhar-se mutuamente, até mesmo através de salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com alegria e com gratidão nos vossos corações.” (Colossenses 3:16, versão “O Livro”)

Na versão "A Bíblia para Todos" lemos “Que a mensagem de Cristo viva nos vossos corações com toda a sua riqueza. Procurem instruir-se e animar-se uns aos outros com muita sabedoria. Cantem salmos, hinos e cânticos inspirados, louvando a Deus de todo o coração.“

Vamos pensar nos aspectos interessantes da Palavra de Deus neste versículo:

  1. Habite/Viva – não uma leitura por descargo de consciência, mas uma presença permanente, constante que precisa ser alimentada. Só podemos preencher-nos se investirmos nisso. Se não lemos, meditamos, “devoramos” a Palavra de Deus, ela não pode estar presente em nós.
  2. Abundante/Riqueza – não era um pormenor na vida com Deus. Era essencial, importante. Muitos têm a Palavra, porém habita pobremente neles; não tem poder sobre eles. A alma prospera quando estamos cheios das Escrituras e da graça de Cristo. Esta abundância não tem a ver com a quantidade de Bíblias que temos em casa, mas com a maneira com que a Palavra de Deus preenche todos os aspectos da nossa vida.
  3. Em toda a sabedoria - Para os crentes colossenses Paulo aconselha a tomar o “antibiótico” contra a sabedoria errada que era uma ameaça na comunidade. Se não nos alimentarmos da verdade, como poderemos descobrir a mentira? Como nos podemos defender ser “munição”? Podemos ter muito conhecimento teórico, mas a Palavra de Deus inspirada pelo Espírito Santo, quando propriamente estudada, interpretada e aplicada gera em nós sabedoria – neste aspecto específico em que Paulo escreve, dá-nos sabedoria para lidar com os outros (no ensino, aconselhamento, etc.)

“Mas a sabedoria que do alto vem é, primeiramente pura, depois pacífica, moderada, tratável, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, e sem hipocrisia” (Tiago 3:17).

  1. Aconselhar/Ensinar/Animar – não era apenas para consumo próprio, embora seja em primeiro lugar para trabalhar no nosso coração. Paulo explica que a sabedoria gerada pela Palavra de Deus abundante em nós, serve para ajudar outros, ensinar, e dirigir-se a Deus em adoração, conhecendo-o pela Sua palavra. Ensinar e admoestar - através de salmos, hinos e cânticos, ou seja, através da Palavra de Deus. 

 

O QUE VAIS FAZER COM A PALAVRA DE DEUS?

·       A Palavra de Deus habita na tua vida ou passa um tempo pelas tuas mãos quando calha/no culto? Lês, meditas, registas o que Deus fala contigo?

·       Estás a usar aquilo que tens aprendido na Palavra na tua forma de vida, nas tuas atitudes, no teu relacionamento com os outros ou são apenas conhecimentos teóricos?

·       Ignoras, sabes apenas ou vives em pleno a Palavra de Deus?

 

Ana Ramalho

 

1 Fonte:  www.cpadnews.com.br

 

Fontes de pesquisa

Comentário Mathew Henry

http://www.estudobiblico.org/a-carta-de-paulo-aos-colossenses/colossenses-capitulo-3

http://youthpaper.org/biblestudies/159.htm

http://www.mpnhome.net/letters/colossians3.htm

http://iprodigo.com/textos/a-palavra-de-deus-e-como.html

 

http://www.biblestudytools.com/commentaries/wesleys-explanatory-notes/colossians/colossians-3.html

http://www.iluminalma.com.br/dph/1/1125.html