Ambição, desemprego e.... os outros

22-01-2013 14:07

 

Quando vivemos centrados na ambição, no ter mais do que no ser, todas as outras coisas são irrisórias e as pessoas não passam de meios para chegar a fins. Nas coisas, no dinheiro, nas posses há uma falsa ideia de segurança, especialmente quando estamos no "topo". É disso que fala um pouco este filme, The Company Men (2010). 
 

O poder, o dinheiro e o prazer são as "drogas" favoritas da sociedade egoísta que bajulamos. Quando perdemos tudo isso, parece que perdemos tudo, mesmo. O orgulho pode tirar por um tempo a "ressaca", mas mais tarde ou mais cedo vamos sentir os seus efeitos. A injustiça social, infelizmente, parece que só nos afeta quando os injustiçados somos nós mesmos. Deus me ajude a não viver centrada em mim mesma e a não fechar os olhos perante o que está bem patente à minha volta!
 
Parece que estou a ouvir as palavras do profeta Amós, no Livro Sagrado: "Como vocês odeiam os juízes rectos. Como desprezam os que falam verdade! Pisam com os pés o pobre e roubam-lhe até ao mais pequeno tostão com taxas iníquas e da usura. É por isso que constroem vivendas luxuosas, que nunca chegarão a habitar; também não beberão o vinho das esplêndidas vinhas que plantaram. Muito graves são os vossos pecados. Conheço-os todos muito bem. Vocês são inimigos de tudo o que seja o bem; respiram suborno por toda a parte; recusam fazer justiça aos pobres. Por isso é que todo aquele que for sábio não interferirá na acção do Senhor nesse dia terrível do vosso castigo. Busquem o que é recto, fujam da injustiça, e vivam! Nessa altura então, o Senhor Deus dos exércitos celestiais será verdadeiramente o vosso ajudador, como pretendem que ele seja. Odeiem o mal e amem o bem; reformem os vossos tribunais, de forma a que se transformem em verdadeiros palácios de justiça! Talvez ainda o Senhor Deus dos exércitos celestiais tenha misericórdia do seu povo, do que ficou de resto." (Amós 5:10-15, O Livro)